Ir para conteúdo

Notícias

Sem resultados a apresentar
Inauguração do Parque da Aldeia na Gestosa - uma zona verde para usufruto de todos
25 jul '22
Comunidade
Inauguração do Parque da Aldeia na Gestosa - uma zona verde para usufruto de todos

No passado sábado 23 de julho, foi inaugurado, na localidade da Gestosa, o Parque da Aldeia. Esta vasta área verde, situada no coração da  povoação, é o resultado de um ano de trabalho dos voluntários do Centro Cultural Recreativo e Social da Gestosa (CCRSG), que limparam uma zona invadida pelas silvas, criaram percursos, reabilitaram pontos de água, construíram estruturas e "ofereceram" à comunidade um parque de lazer de excelência.

Financiado pelo programa Bairros Saudáveis, no âmbito do projeto "Vamos dar Vida à Gestosa". o Parque da Aldeia é,  como referiu Esmeraldo Ferreira Gomes, presidente da Assembleia Geral do CCRSG, um exemplo da união entre as pessoas da aldeia, que se mobilizaram, para fazer algo em benefício de toda a comunidade - em benefício do bem comum. Em terras compradas, limpas e valorizadas pelos voluntários, foi criado um espaço aberto à utilização de todos, "privados e instituições", onde há churrasqueiras, mesas de piquenique, um baloiço de madeira, além de antigas poças e tanques reabilitados. Numa zona mais elevada foi também  instalada uma estrutura destinada à prática de slide, estando ainda programadas outras intervenções.

O programa inaugural - preenchido e diversificado - começou logo pela manhã, com uma  gincana de bicicletas,  slide e uma aula aberta de zumba. Durante o dia, houve ainda uma atividade de orientação / peddy paper, que envolveu vários grupos de jovens, que partiram à descoberta da aldeia.

A sessão inaugural teve lugar no final da tarde, sendo marcada pelas intervenções de Esmeraldo Ferreira Gomes e dos representantes da União de Freguesias de Santa Comba Dão (SCD) e Couto do Mosteiro, a presidente da Junta, Inês Matos, e do Município de SCD, o presidente da Câmara Municipal, Leonel Gouveia.

Desde a fundação da coletividade, há 42 anos,  até aos nossos dia, Esmeraldo Ferreira Gomes deu a conhecer o sonho por detrás da criação do CCRSG -  um projeto desde sempre marcado pelo envolvimento e bairrismo da comunidade da Gestosa, que abraçou causas sociais e comunitárias. Das campanhas de limpeza da povoação até à construção do muro da capela, passando por gincanas de bicicleta, escola de música, biblioteca, espetáculos de variedades e excursões culturais, o representante da coletividade falou de vinte anos cheios de vida. Depois, com a saída de muitos jovens para estudar e da emigração de muitos habitantes, o Centro parou e - fruto do contexto social da época- acabou por fechar portas. Há dois anos, com a mobilização de gestosenses e amigos da Gestosa, o Centro foi reativado, o associativismo voltou a ser dinamizado e a comunidade uniu-se em prol de causas comuns, como a do Parque da Aldeia. "Temos aqui um espaço que está à disposição de todos os presentes - aberto à comunidade e aberto às mais diversas realizações", disse.

O  presidente da Câmara Municipal, Leonel Gouveia e a presidente de Junta de Freguesia, Inês Matos,  foram unânimes nos parabéns endereçados aos representantes do CCRSG e a toda a comunidade da Gestosa, pelo envolvimento e trabalho conjunto   na criação de uma espaço verde de excelência, numa zona onde anteriormente havia mato e silvas. Sublinharam ainda a importância do Parque enquanto zona tampão para a  proteção da aldeia contra os fogos florestais.

Leonel Gouveia  recordou o dinamismo que sempre conheceu à comunidade da Gestosa, referindo a alegria de assistir à revitalização da coletividade e de ver gente jovem a regressar à povoação e a estar envolvida no projeto.  "A Gestosa passou a ser novamente uma aldeia com vida", destacou, referindo-se ao facto de estarem a ser criadas todas as condições para proporcionar felicidade a quem habita na localidade

Após as intervenções protocolares, o pano da placa de madeira que assinala uma das entradas da nova zona verde, foi descerrado pelo presidente da Ditreção do CCRSG, Ruben Rodrigues, e pelos presidente da Câmara e da Junta de Freguesia.

À noite, houve jantar com a participação de cerca  de uma centena e meia de pessoas, que teve a oportunidade desfrutar uma refeição  ao som do grupo de fados Canção de Coimbra. O serão foi ainda enriquecido com a atuação dos B Flat.

Ler mais
Reabertura Piscinas Municipais 2022
6 jul '22
Comunidade
Reabertura Piscinas Municipais 2022
VAI UM MERGULHO NAS PISCINAS MUNICIPAIS?
 
As Piscinas Municipais de Santa Comba Dão, reabrem na próxima sexta-feira dia 8 de julho.
 
Horário de Funcionamento: Todos os dias, das 10H00 às 19H00.
 
Os bilhetes diários têm um valor de 1,05 € para crianças entre os 6 e os 12 anos e de 2,11 € a partir dessa idade. Tem ainda disponível o preço de 1,59 € para utentes reformados e utilizadores com cartão de estudante ou cartão jovem. Até aos cinco anos a entrada é gratuita.
 
Entre outras regras, expostas no equipamento - sob a gestão do Município - os utentes das Piscinas Municipais devem:
  • Respeitar as indicações dos funcionários;
  • Respeitar o distanciamento físico de segurança entre utentes no acesso e na utilização da piscina;
  • Cumprir as medidas de etiqueta respiratória;
  • Proceder à limpeza frequente das mãos;
  • Utilizar touca dentro da piscina;
  • Usar chinelos no interior do edifício.
 
Ler mais
Esterilizações suportadas pelo Município - Cães e Gatos
24 jun '22
Comunidade
Esterilizações suportadas pelo Município - Cães e Gatos
A esterilização animal combate a sobrepopulação de cães e gatos e reduz a incidência de várias doenças aumentando consequentemente a esperança de vida destes animais. Além disso, diminui os comportamentos associados ao cio nas fêmeas e à marcação de território, agressividade e fuga nos machos.
 
O Município de Santa Comba Dão tem vindo a suportar integralmente, desde 2019, a esterilização de animais errantes do concelho e animais recolhidos ou adotados pelos munícipes, no quadro das atribuições associadas à promoção do bem-estar animal.
As intervenções cirúrgicas têm decorrido na clínica Canifeli - com acordo estabelecido com o Município - totalizando até ao momento 131 cães e 254 gatos.
 
Com a consciência que ainda há muito trabalho pela frente, é através da cooperação de todos (serviços municipais, clínicas veterinárias, associações de proteção dos animais e munícipes) que é possível promover a proteção, saúde e bem-estar animal.
Este ano, é expectável que as esterilizações ultrapassem, em grande medida, os números dos anos anteriores.

 

Ler mais
O regresso ansiado das marchas populares ao concelho
20 jun '22
Comunidade
O regresso ansiado das marchas populares ao concelho

Uma verdadeira multidão recebeu, na noite de 18 de junho, as marchas populares de Santa Comba Dão, que após dois anos de paragem regressaram com energia e alegria renovadas, numa celebração  das tradições, da união da comunidade  e  da autenticidade da nossa gente.

Neste evento com fortes raízes populares não faltaram as tasquinhas com caldo verde, sardinhas, papas e outras iguarias, que reconfortaram  todos aqueles  que celebraram os Santos e as tradições locais. As protagonistas da noite foram, por ordem de atuação, as marchas infantil de Pinheiro de Ázere, de Santa Comba Dão e Couto do Mosteiro, de Óvoa e Vimieiro, São João de Areias, Pinheiro de Ázere (adultos) e Tuna de Santo Estêvão.

A apresentação esteve a cargo de  Martim Coelho, que conduziu o espetáculo, dando a conhecer as diferentes composições, que ajudaram a aquecer uma noite de junho particularmente fria. Em palco, foram alternando os cantores das diferentes marchas participantes, com a participação da Tuna de Santo Estêvão,  e os músicos das três Filarmónicas do concelho: Santa Comba Dão, Pinheiro de Ázere e São João de Areias.

A preceder o espetáculo, o presidente da Câmara Municipal de Santa Comba Dão, Leonel Gouveia,  saudou os participantes e o público. Dirigiu  uma palavra de agradecimento a todos os envolvidos, deixando uma nota especial de  aos marchantes que fizeram acontecer  este espetáculo,  destacando as dificuldades atuais que existem na reunião de voluntários e participantes.

Salientou ainda que este foi um regresso ansiado, que contou com a organização do Município, com a União de Freguesia (UF) de Santa Comba Dão e Couto do Mosteiro, UF de  Óvoa e Vimieiro, Junta de Freguesia (JF) de Pinheiro de Ázere e JF de São João de Areias e Tuna de Santo Estêvão. Com a coreografia das ensaiadoras  Lúcia Matos e Marisa Cordeiro, a marcha infantil / juvenil de Pinheiro de Ázere" foi a primeira a atuar, enquadrando 45 marchantes. " "Garraiadas e Touradas"   foi o tema apresentado, retratando "um pouco das tradições dos anos 80, que decorreram nesta freguesia, tendo - à época - Pinheiro de Ázere recebido nomes como os cavaleiros Sónia Matias e Joaquim Bastinhas.


Seguiu-se a atuação da Marcha popular da UF de Santa Comba Dão e Couto do Mosteiro, que teve como tema "Lavadeiras da Ribeira". Apadrinhada pela estimada centenária e antiga comerciante Cecília Ferreira da Veiga e pelo bairrista e apaixonado pelas marchas populares, Horácio Alves Ferreira,   a marcha reuniu 40 marchantes, ensaiados por David Marcelino Ferreira, que também foi responsável pela cenografia, coreografia e  letra da marcha.

"José Rui Ferrador" foi o tema da composição da Marcha de Óvoa e Vimieiro, numa homenagem sentida ao antigo presidente da Junta de Freguesia, um apaixonado pelas tradições  e marchas populares . Paula Correia e Sílvio Simões foram padrinhos desta marcha, que reuniu 46 marchantes, sendo o ensaiador e coreógrafo Hélder Onofre.

"A Marcha da Vila " - numa celebração dos 25 anos de elevação a vila -  foi apresentada por São João de Areias, que trouxe 46 marchantes adultos e crianças. Ensaiados por Carla Rodrigues, os marchantes, apadrinhados por Irene Correia e pelo pároco Carlos Rodrigues,  desfilaram e atuaram ao som de um tema de Carlos Miranda, com arranjos musicais de Rafael Campos. 

 A Marcha de Pinheiro de Ázere reuniu 41 marchantes foliões, que saíram à rua com o tema "Gentes de Pinheiro de Ázere". Com letra de Maria da Luz Castanheira e música de Ilídio Gomes, esta marcha teve como coreógrafa e ensaiadora Marisa Cordeiro, sendo uma organização de Ana Lúcia Dias, Paulo Matos e Marisa Cordeiro.

"Flores e Alegria" foi o tema da última marcha a atuar - a Tuna de Santo Estevão, que representou dois bairros da cidade: Santo Estêvão e Serrado  Apadrinhada por Rafaela Costa e João Santos, os  marchantes foram ensaiados por Henrique Costa, tendo a marcha letra e arranjo de Joana Branquinho e Inês Lopes.

Depois de Santa Comba Dão, as marchas rumaram  em Óvoa, a 19 de junho, num evento marcado  pela alegria, partilha e pela presença de muito público. No próximo fim-de-semana, as marchas atuam, a 24 e 25 de junho, às 21H00, em São João de Areias (adro da igreja) e Pinheiro de Ázere (Campo de futebol de salão). Vivam as marchas!

Ler mais
Combinhas 2022: Mais de uma centena de crianças em atividade | Agrupamento Escuteiros 306 de Santa Comba Dão
17 jun '22
Comunidade
Combinhas 2022: Mais de uma centena de crianças em atividade | Agrupamento Escuteiros 306 de Santa Comba Dão

No passado fim de semana de 11 e 12 de junho, a aldeia da Gestosa recebeu de braços abertos a 11ª edição do Combinhas, uma atividade escutista organizada pelo Agrupamento de Escuteiros 306 de Santa Comba Dão que contou com a presença de mais de uma centena de lobitos (crianças dos 6 ou 10 anos) oriundos das regiões de Aveiro, Coimbra e Viseu.

A iniciativa contou, entre outros, com o apoio do Município de Santa Comba Dão, que colaborou com os escuteiros, na disponibilização de vários meios para que este Combinhas fosse um sucesso. 

Na cerimónia de abertura esteve presente o presidente da Câmara Leonel Gouveia, que deu as boas-vindas a todos estes escuteiros e enalteceu a aposta feita pelo Agrupamento em desenvolver esta atividade de referência, nas aldeias do concelho. Acompanhou-o nesta cerimónia, a vice-presidente Catarina Costa e o vereador responsável pelo pelouro do Associativismo e Juventude, Agostinho Marques. 

Durante os dois dias e sob tema: “Os irmãos de Maugli”, os pequenos escuteiros montaram o seu acampamento e concentraram as suas atividades em torno do recém-criado Parque da Gestosa. Das atividades radicais, à caminhada e jogos pedagógicos pela aldeia, não esquecendo a celebração da missa campal em redor da Capela, esteve sempre patente o envolvimento com a Comunidade.

A alegria à saída era notória em todos os participantes e em todos habitantes da Gestosa.

 Quanto ao futuro, a organização da atividade promete regressar em 2023 noutra aldeia do concelho. A alegria que as crianças e os chefes que os acompanham, trazem a estas aldeias pouco povoadas, contagia toda a organização a querer fazer mais e melhor.

 

Fotos cedidas por: Agrupamento 306 Santa Comba Dão
Fonte: Agrupamento Escuteiros 306 de Santa Comba Dão
Ler mais
Educar a Pedalar - Ação de Sensibilização de Segurança Rodoviária
7 jun '22
Comunidade
Educar a Pedalar - Ação de Sensibilização de Segurança Rodoviária

Partilhamos comunicado da Guarda Nacional Republicana sobre a ação de sensibilização de segurança rodoviária, no âmbito do  “Educar a Pedalar”, destinada a crianças entre os 9 e os 14 anos.

 

"EDUCAR A PEDALAR
A Guarda Nacional Republicana, através da Secção de Prevenção Criminal e Policiamento Comunitário do Destacamento Territorial de Santa Comba Dão, no próximo dia 18 de junho de 2022, pelas 09:00, em articulação com a equipa de Ciclismo Tavfer – Mortágua – Ovos Matinados, Ciclo Clube Pedais do Dão, Associação de Pais de Santa Comba Dão e Associação de Ciclismo da Beira Alta, no âmbito do projeto “Educar a Pedalar”, vão promover uma ação de sensibilização de segurança rodoviária, destinada a crianças com idades compreendidas entre os 09 e os 14 anos, com a participação das suas famílias, dividindo-se em componente teórica e prática. Pretende-se dotar as crianças, com conhecimentos teóricos e práticos, para que possam conduzir os velocípedes na via pública de uma forma mais segura, assim como retirar algumas dúvidas sobre regras de segurança.

 

Nos conteúdos teóricos serão abordados, as principais regras de segurança rodoviária, referentes à condução de um velocípede, com a participação de elementos da equipa de ciclismo Tavfer – Mortágua – Ovos Matinados, onde serão transmitidos alguns conhecimentos técnicos a ter em conta, tais como, ajustar a bicicleta ao tamanho do ciclista; pressão do ar a utilizar nos pneus; reparação de um furo; entre outros conselhos uteis. A componente prática, será direcionada para as crianças, vertendo inicialmente por uma prova de perícia nas instalações do Comando da GNR de Santa Comba Dão, com o apoio do Ciclo Clube Pedais do Dão e da Associação de Ciclismo da Beira Alta, seguindo-se um passeio pelas Ruas de Santa Comba Dão, colocando-se as crianças em contacto com a realidade, e aplicando os conhecimentos adquiridos, com o apoio dos ciclistas profissionais e por elementos da equipa ciclo da GNR.


Material necessário para a ação:
• bicicleta e respetivo equipamento, que será identificado no momento da inscrição, sendo que o capacete será obrigatório;
Caso não tenham bicicleta ou capacete, no ato da inscrição devem fazer referência, para ser disponibilizado material.
Faça a sua inscrição, até ao dia 14 de junho, através do endereço de e-mail: ct.vis.dscd.npe@gnr.pt
Para qualquer informação adicional, poderá contactar 961195322'.

Ler mais
Diversão e alegria no Dia Mundial da Criança
1 jun '22
Comunidade
Diversão e alegria no Dia Mundial da Criança
Cerca de 430 crianças da educação pré-escolar e do 1.º ciclo do concelho de Santa Comba Dão festejaram o Dia Mundial da Criança.
 
Para a história desta iniciativa, promovida pelo Município e dinamizada pela APDEF (Associação de Profissionais de Desporto e Educação Física), fica a alegria, a partilha, a amizade, os risos e a brincadeira, bem como um programa recheado de atividades e surpresas.
Na agenda do dia não faltaram os clássicos insufláveis, as pinturas faciais, jogos lúdico-educativos e dança, num animado circuito, que abrangeu várias salas e espaços.
 
Apesar de inicialmente prevista para o estádio municipal, a celebração decorreu nos edifícios escolares devido às condições climatéricas verificadas nestes últimos dias. Mas, mesmo dentro de portas, a diversão foi denominador comum para todos os participantes, que ainda receberam uma oferta da autarquia, representada pela vice-presidente Catarina Costa e pela vereadora Carla Cunha: uma mochila para pintar, com um lanche no interior.
Nota também para o facto das Águas do Planalto se terem associado à iniciativa, ofertando os petizes com algumas prendas amigas do ambiente: uma garrafa inox e um conjunto de lápis para pintar.
 
Ler mais
7.ª Mostra das Broinhas de Santa Columba aliou sabores e saberes locais
19 abr '22
Comunidade
7.ª Mostra das Broinhas de Santa Columba aliou sabores e saberes locais

Numa iniciativa alinhada com as tradições da Páscoa, a Mostra das Broinhas de Santa Columba foi um amplo  sucesso, com o registo de um número recorde de  participantes, que disse 'presente' à 7.ª edição deste  evento  com organização conjunta da União de Freguesias de Santa Comba Dão (SCD) e Couto do Mosteiro e do  Município de SCD.

Realizado, pela primeira vez,  em plena Semana Santa – de 14 a 16 de abril – a  iniciativa  celebrou a broinha enquanto produto  tradicional relacionado com a vivência  pascal no concelho – associando-lhe outros saberes e sabores de origem local. Broinhas com diferentes paladares  - mas sempre autênticas e a marcar pela excelência - enchidos, queijos, mel, doces, vinhos e ginginhas, entre outras iguarias  fizeram deste certame uma celebração dos produtos e da gente de cá.

Com um figurino diferenciador e após dois anos de hiato, a Mostra ressurgiu renovada e com uma  energia contagiante, que  mobilizou produtores locais  e comerciantes, voluntários  e  formações musicais e culturais do concelho, além do público que foi uma constante ao longo de toda a  iniciativa.

Também pela primeira vez, o Mercado Municipal foi o lugar escolhido para a realização deste certame, revelando-se um palco de excelência para o desenvolvimento das atividades contempladas no programa.


Ao longo de três dias de certame, destaque para a partilha de tradições e saberes, com a confeção,  etapa a etapa, de broinhas ao vivo, desde a junção dos ingredientes na gamela, passando pelo amassar, até à cozedura final, em  forno instalado no exterior  da praça.  Uma delícia!

Neste evento – em que a gastronomia foi rainha – nota ainda para uma das mais concorridas iniciativas na agenda -  as provas de produtos locais. Em dia de inauguração, houve prova de bolo do Couto do Mosteiro, certificada como 'Aldeia de Portugal', acompanhada por espumante.  No segundo e terceiro dias do evento, o destaque foi partilhado entre os vinhos, queijos, doces e enchidos, tudo com assinatura local.

A animação cultural do recinto esteve  a cargo da Filarmónica de SCD – com apontamentos musicais dos Band'alhos, da Banda Juvenil e de ensembles de saxofone, trompete, flauta e metais – e do 'Toni de Castelejo', sendo uma constante, ao longo de todo o certame, concertinas e desgarradas pelo recinto do mercado.

Com a participação de muitas famílias, a a palavra intergeracional teve aqui expressão maior, tendo sido reservadas horas de animação para os mais novos, com insufláveis, karts e pinturas faciais, que encheram  de alegria e partilha estes momentos de celebração. E o  evento não poderia terminar da melhor forma -  a Queima do Judas – prática pagã,  associada à vivência comunitária e celebração  da Páscoa,  foi revivida numa iniciativa de forte impacto visual.


Perto do Miradouro da Pedra Talhada, um grupo de voluntários e membros da equipa da Junta de Freguesia construíram um 'Judas' de elevada dimensão, visível em vários pontos da cidade, que após a vigília Pascal foi explodido, para gáudio de todos aqueles que assistiram junto ao Mercado Municipal. No recinto, enquanto o Judas era apenas um contorno lá ao fundo, houve música com os Vira Milho, pela Associação Arcadas, e uma  encenação teatral, levada a cabo por alunas da Universidade Sénior de SCD, numa crítica à invasão da Ucrânia por Putin.


 A inauguração
Num momento protocolar associado à inauguração da Mostra, nota para a intervenção dos representantes das entidades organizadoras - os presidentes da Câmara Municipal, Leonel Gouveia, e da União de Freguesias de SCD e Couto do Mosteiro, Inês Matos.

A excelência das broinhas de Santa Columba, enquanto produto de endógeno  de Santa Comba Dão  foi   sublinhado pelo presidente do Município, que   destacou  a relevância desta mostra na  promoção e afirmação da broinha – enquanto produto único e como “referência gastronómica”.  No próximo ano, afirmou que se  “pretende engrandecer ainda mais este evento”, tornando-o “um evento concelhio”, através do reforço da presença de  outros produtos relevantes da gastronomia local e da aliança desta festa às comemorações da Semana Santa.

Para o representante da autarquia, a associação com a tradição pascal é fundamental,  pretendendo-se que “as festas da Semana Santa sejam também motivo de atração (…) para visitar o nosso concelho”.

Inês Matos agradeceu a todos aqueles que estiveram envolvidos na organização do evento, destacando o colaboração de 'muitos voluntários e de cidadãos comuns.  Deixou ainda uma nota de agradecimento aos representantes dos produtos locais presentes no certame, referindo a parceria que foi feita “entre a Câmara Municipal e Junta de Freguesia  para concretizar este evento”.

A presidente da União de Freguesias fez ainda questão de se dirigir a todos os que vieram à mostra de broinhas, referindo que o 'trabalho de semanas'  era dirigido aos participantes / visitantes  “para ouvirem a nossa música, conhecerem os nossos produtos, levarem os nossos produtos para casa e divulgarem”.

É de referir que esta  breve sessão inaugural contou com, entre outros,  com a presença do presidente da Assembleia Municipal, de vereadores da Câmara Municipal, deputados a Assembleia Municipal, membros da Junta e Assembleia de Freguesia de SCD e Couto do Mosteiro, bem como do coordenador da ADICES.

Ler mais
Programa da 7.ª Mostra de Broinhas de Santa Columba Celebra a Tradição Pascal
11 abr '22
Comunidade
Programa da 7.ª Mostra de Broinhas de Santa Columba Celebra a Tradição Pascal
Começa já esta quinta-feira, dia 14, a 7.ª Mostra de Broinhas de Santa Columba, com a promessa de sabores, saberes e momentos marcantes, alinhados com a tradição pascal. Neste evento de celebração e de festa - que se estende até sábado, dia 16 - o Mercado Municipal é destino obrigatório para viver em pleno a quadra.
 
A gastronomia ocupa um lugar de destaque na agenda, que - além da mostra - inclui provas de produtos locais, confeção de broinhas ao vivo e vários apontamentos musicais e de etnografia, que vão animar o recinto ao longo de três dias do certame. Para os mais novos, há insufláveis, karts e pinturas faciais para encher de alegria e partilha estes momentos de celebração.
Num certame de todos e para todos, um dos pontos altos corresponde à Queima do Judas, uma tradição profana que tem origem no imaginário cristão.
 
São atrativos de sobra para visitar Santa Comba Dão durante a Páscoa e viver a essência da tradição, que aqui é feita de partilha de afetos e sabores.
 
PROGRAMA


Quinta-feira, dia 14

14H30 Abertura com atuação dos Band’Alhos

15H00 Amassar broinhas ao vivo

17H30 Prova de bolo do Couto do Mosteiro, certificada como "Aldeia de Portugal" acompanhamento com de espumante

20H30 Procissão Quaresmal



Sexta-feira, dia 15

10H30 Abertura: ensembles de saxofone, trompete, flauta e metais

11H00 Amassar broinhas ao vivo

14H30 Rancho Folclórico da Póvoa dos Mosqueiros

15H30 Concertina, música popular e desgarradas pelo mercado

17H00 Banda Juvenil da Filarmónica

17H30 Prova de vinhos de produtor local e queijos

18H30 Concertina e música popular

20H30 Procissão Quaresmal



Sábado, dia 16

10H30 Abertura com animação musical instrumentos variados

11H00 Amassar broinhas ao vivo

14H00 às 16H00 Música de baile com teclado

16H30 Daniel e Ritó- Pop Rock

17H30 Prova de vinhos de produtor local e enchidos

22H00: Vigília Pascal

Pós Vigília: Atuação do "Vira Milho" e pequena encenação teatral e musical para a Queima do Judas




No exterior

Ao longo do certame: insufláveis, pista de karts e pinturas faciais| Todas as noites: broinhas quentinhas, a sair do forno.


 
Ler mais
7.ª Mostra de Broinhas de Santa Columba  | de 14 a 16 de abril, há sabores que marcam em Santa Comba Dão
6 abr '22
Comunidade
7.ª Mostra de Broinhas de Santa Columba | de 14 a 16 de abril, há sabores que marcam em Santa Comba Dão

A Mostra das Broinhas de Santa Columba regressa, este ano, com uma nova e promissora agenda, alinhada com as comemorações da Páscoa. Em plena Semana Santa, de 14 a 16 de abril, o Mercado Municipal vai receber a 7.ª edição deste certame, que tem organização conjunta do Município de Santa Comba Dão (SCD) e da União de Freguesias de SCD e Couto do Mosteiro.

Com uma textura e sabor únicos, a broinha – enquanto produto tradicional e de excelência do concelho, associado à vivência pascal - é o grande destaque desta Mostra. A confeção deste produto, com assinatura local, é uma prática que acompanha várias gerações de santacombadenses, havendo receitas familiares, que passam, em segredo, de pais para filhos, o que revela a importância desta tradição gastronómica na vida comunitária.

É este produto com história e raízes no território, que vai ser dado a conhecer ao longo de três dias, numa mostra que também vai revelar outros saberes e sabores de origem local. A promessa é de produtos que combinam, na perfeição, texturas, ingredientes e aromas, convidando à confraternização e celebração à volta da mesa.
Além da mostra de broinhas e produtos locais, o programa deste certame - que promete surpreender - inclui a confeção ao vivo de broinhas, provas de vinhos, queijos e enchidos.

A Filarmónica de Santa Comba Dão vai propiciar vários apontamentos musicais e para as crianças vai haver animação infantil. Na noite de sábado de Aleluia, vai decorrer um dos grandes destaques da agenda - a Queima do Judas - tradição ancestral tipicamente profana, mas com origem no imaginário cristão.

São atrativos de sobra para visitar Santa Comba Dão durante a Páscoa e viver a essência da tradição, que aqui é feita de partilha de afetos e sabores.

Apoios

A Mostra das Broinhas de Santa Columba conta com os apoios da Filarmónica de SCD, Associação Arcadas e Universidade Sénior de SCD.


Sobre as Broinhas
As broinhas são um produto típico e único de Santa Comba Dão, cuja origem se perde na memória dos tempos. Associadas à Páscoa e à tradição da época, este bolo típico traz, a todos os santacombadenses, gratas recordações de sabores sentidos.

Em tempos, o cheiro da sua cozedura, invadia ruas e a confeção partilhada enriquecia tardes de convívio. Levada em masseiras pelas ruas, a massa levedada das broinhas era, outrora, cozida em fornos comunitários. Sempre com a mesma base de preparação - farinhas de trigo e milho, açúcar, ovos e raspa de limão - nos nossos dias, as broinhas continuam a ser feitas por muitas famílias, sendo também comercializadas em pastelarias e unidades de restauração do território. Variam os pequenos detalhes, que conferem unicidade a cada fornada, sinónimo de segredos que passam de geração em geração.

Com um sabor mais forte a limão, a canela ou a azeite, as broinhas são uma das grandes riquezas do concelho, simbolizando, sobretudo, o dedicado amor de quem as confeciona.

Ler mais
Visita em dia de Reis de utentes da  APPACDM - Estabelecimento de Vila Pouca
6 jan '22
Comunidade
Visita em dia de Reis de utentes da APPACDM - Estabelecimento de Vila Pouca
Em pleno dia de Reis, os Paços do Concelho receberam uma visita especial. Três utentes da APPACDM - Estabelecimento de Vila Pouca, numa evocação da visita dos reis magos, partilharam uma quadra alusiva a esta data e ao início do novo ano.
 
O grupo foi recebido pelo presidente da Câmara, Leonel Gouveia, pela vereadora Carla Cunha e por diversos funcionários, que fizeram questão de se associar a este momento especial, durante o qual foi transmitida uma mensagem de solidariedade, paz e harmonia.
 
Os utentes da APPACDM entregaram, também, uma moldura com uma foto representativa desta visita, com votos de bom ano.
Ler mais
Lares e centros de dia recebem recitais de Natal do projeto MúsicaparAvós
22 dez '21
Comunidade
Lares e centros de dia recebem recitais de Natal do projeto MúsicaparAvós

O projeto vencedor da primeira edição do Orçamento Participativo de Santa Comba Dão,  MusicaparAvós, da Associação de Música e Artes do Dão (AMAD) já está em marcha e a animar utentes de lares e centros de dia um pouco por todo o concelho.  Nesta época, a música de eleição é de Natal, mas há também muitos temas populares portugueses, que convidam à dança, ao canto e ao convívio.

O presidente da Câmara Municipal, Leonel Gouveia, acompanhou duas das apresentações deste ciclo de recitais natalícios, assistindo e participando no pequeno espetáculo que teve lugar no Centro de Dia de São João de Areias. O presidente assumiu, também,  o lugar de tocador "improvisado" de bombo, deixado vago pelo funcionário do lar e também presidente da Junta de Freguesia de São João de Areias, Miguel Pais. Quanto aos  músicos do projeto, o grupo é  constituído por Cláudia Matos, na voz, Nuno Carvalho, no acordeão, Filipe Santos e Luís Alves, na guitarra elétrica.

Convidados, logo de início, a revelar as músicas da sua preferência,  os utentes do centro de Dia deixaram-se render à  alegria contagiante do MúsicaparAVós.  Além de acompanharem o canto de algumas "modas", bateram palmas e até dançaram. No final, ficou a promessa de um rápido  regresso, com novas apresentações deste projeto, que promove a  a manutenção das capacidades psicomotoras dos idosos e de outros utentes com mobilidade reduzida, através de uma aproximação à música e dança.

Miguel Pais salientou que os utentes ficaram muito felizes com a vinda deste grupo que lhes trouxe "mais  conforto, mais alegria e saúde". Destacou ainda que este projeto do AMAD é efetivamente uma mais valia para todos os utentes das instituições do concelho, dando os parabéns ao Município pela possibilidade da sua implementação no quadro do orçamento participativo. 

A despedida e a mensagem final de feliz natal  foram partilhados  pelo presidente da Câmara, que também  acompanhou os músicos ao início do recital no Centro de Bem-Estar Social prof. Oliveira e Costa, em Pinheiro de Ázere. O representante da autarquia expressou votos de um 2022 pleno de saúde e com mais apresentações deste projeto integrador e que traz imensos benefícios ao corpo e à alma.

A par das instituições já referidas, este ciclo de recitais de Natal do MúsicaparAvós abrangeu ainda a APPACDM - Estabelecimento de Vila Pouca, os lares de São João de Areias, Quinta do Trovador, São Joaninho, Santa Cruz e Resivida, bem como os centros de dia do Couto do Mosteiro e Treixedo.

Ao todo são dez instituições concelhias que recebem, desde outubro, semanalmente este projeto, que enquadra atividades musicais diversificadas, desenvolvidas pelos professores Filipe Santos e Luís Alves.

Ler mais